Pular para o conteúdo

Alvarenga e Lucio Adocacia

O que é a REVISÃO DA VIDA TODA ? E como conseguir?

A Revisão da Vida Toda (RVT) é um tema muito discutido no Brasil nos últimos anos, especialmente por sua importância na aposentadoria de muitos trabalhadores. Essa revisão consiste em considerar todo o período contributivo do segurado ao INSS, inclusive aqueles anteriores a julho de 1994, para calcular a média salarial que será utilizada no cálculo da aposentadoria.

Antes da Reforma da Previdência de 2019, a base de cálculo das aposentadorias do INSS era a média aritmética simples dos 80% maiores salários de contribuição, desde julho de 1994 até a data do requerimento do benefício. No entanto, a partir da reforma, a base de cálculo passou a ser a média aritmética simples de todo o período contributivo, incluindo os salários anteriores a julho de 1994.

Com essa mudança, muitos trabalhadores que tiveram salários mais altos antes de julho de 1994 e que, por isso, eram prejudicados pelo cálculo anterior, passaram a ter direito à revisão da vida toda. A revisão pode resultar em um aumento significativo no valor da aposentadoria, especialmente para aqueles que tiveram salários mais altos no início da carreira.

Porém, é importante destacar que a revisão da vida toda não é automática, ou seja, o segurado precisa requerer a revisão administrativamente ou judicialmente, com o acompanhamento de um advogado especializado em Direito Previdenciário. Além disso, nem todos os casos são elegíveis para a revisão, pois há alguns critérios específicos que precisam ser cumpridos.

Por isso, é fundamental que o trabalhador fique atento a essa possibilidade e busque orientação especializada para saber se tem direito à revisão da vida toda e como proceder para requerê-la. A revisão pode ser uma oportunidade para corrigir possíveis injustiças no cálculo da aposentadoria e garantir um benefício mais justo e adequado à contribuição efetivamente realizada ao longo da vida laboral.

Deixe um comentário